desguarda-6383

Desguarda roupa: do início ao sonho

Para que vocês possam nos conhecer um pouquinho mais e entender no que acreditamos, iremos entrevistarmos uns aos outros. A primeira é a Bruna, que deu início ao que hoje é o Desguarda Roupa. Vem entender como começou esse coletivo, nossas ideias de trabalho, moda e valores…

O que te levou a criar o Desguarda Roupa?

Formei-me em moda porque amava roupas, fazia isso desde criança com minhas Barbies. Também acreditava nela como ferramenta sociocultural, mas depois de 8 anos trabalhando em confecção me desiludi. A velocidade com que ela muda é assustadora e não me permitia criar, apenas copiar ou adaptar modelos. Criação leva tempo sabe?
Foi então que depois de jogar tudo pro alto, tentar fazer peças sob encomenda, bijoux, produtos de decoração e perceber que nada disso era o que eu queria, surtei!

Esse surto me fez perceber que era extremamente consumista e contribuía com esse sistema tão errado que eu mesma criticava, então entendi que precisava fazer algo. Alertar as pessoas para que não caíssem na mesma armadilha em que me coloquei.

Quais as maiores dificuldades?

Não vejo muitas dificuldades. Acho que acredito tanto no Desguarda que tudo flui naturalmente. Foi assim que você chegou aqui inclusive né?  Com essa maré de coisas lindas.
Começar qualquer negócio é complicado principalmente pelas questões financeiras, mas na vida a gente sempre se vira 😉

Como vê a moda e seu futuro?
Relaciono muito a moda com a arte. Ambos os movimentos evoluíram de modo parecido, mas a arte evoluiu mais rápido.

A arte chegou até a arte contemporânea, que alguns chamam de morte da arte.
Creio que a moda não morrerá, mas a vejo em um sistema menos compulsivo e louco. Também acredito que as pessoas mudarão sua relação com as roupas e a enxergarão como linguagem, expressando quem são realmente através dela. Assim imagino um futuro livre de padrões, tendências e mais cheio de verdade! (Ou talvez seja só o meu sonho)

Como o Desguarda Roupa contribui para alguma mudança?

Creio que ele tem a função de comunicar um outro lado da moda. Ele apresenta novos olhares e dá às pessoas o poder de escolha, sem impor qual é o caminho certo. Apenas mostra o que é o sistema de moda e algumas opções do que ele poderia ser.

Acho que só de despertar o senso crítico ele já contribui com uma mudança bem grande!

O que espera com e do Desguarda Roupa?

Espero poder conectar as pessoas à sua essência para que entendam que a roupa as representa. Que nada do que é imposto é bom pra todo mundo e que para estarmos bem e sermos incríveis não precisamos TER, apenas SER.

Quais os planos futuros?

Os planos são muitos, o Desguarda tá com muito projeto novo pra aparecer aqui, mas ao invés de contar prefiro que vocês esperem pra ver. Tudo tem sua hora 😉

Nenhum comentário

Faça um comentário